Apresentação

Fundação Manuel António da Mota
Ver, Ouvir, Agir

 

A Fundação Manuel António da Mota constitui o contemporâneo e natural corolário da matriz e tradição filantrópicas do Grupo Mota-Engil, na senda do legado do seu fundador, Manuel António da Mota.

A Fundação é um importante instrumento da política de responsabilidade social do Grupo Mota-Engil, enquanto expressão organizada e sistematizada de uma gestão ética e socialmente comprometida, em nome de uma cidadania empresarial ativa e participativa. Presente no panorama empresarial desde 1946, o Grupo Mota-Engil é líder de mercado em Portugal no sector da construção civil e obras públicas.

Através de uma estratégia de crescimento, internacionalização e diversificação das suas atividades, o Grupo Mota-Engil integra hoje um conjunto alargado e multissetorial de negócios, englobando as áreas da Engenharia e Construção, Ambiente e Serviços e Concessões de Transportes. Presente na Europa, Américas e África através das suas sucursais e empresas participadas espalhadas pelo mundo, o seu volume de negócios cifra-se em mais de 2 mil milhões de euros, contando nas suas fileiras com milhares de colaboradores.

A Mota-Engil SGPS, sociedade holding do Grupo, está cotada no PSI-20, principal índice da Bolsa de Valores de Lisboa. Instituída pelo Grupo Mota-Engil e pela família Mota, sua acionista de referência, a Fundação, atenta a sua matriz empresarial, procura ir ao encontro de uma visão estratégica geradora de valor a longo prazo, assente nos princípios mais amplos do desenvolvimento sustentável concretizados através de uma política de responsabilidade social coerente e estruturada de que a Fundação é veículo privilegiado.

A Fundação, sedeada na cidade do Porto, tem por fins a promoção, desenvolvimento e apoio a iniciativas de natureza social nos domínios da beneficência e solidariedade social, e de natureza cultural nos domínios da educação, saúde, ambiente, organização e apoio à atividade artística, exercendo a sua atividade em todo o território nacional e nos países onde o Grupo Mota-Engil marca presença. Instituirá ainda anualmente o "Prémio Manuel António da Mota".

A Fundação dispõe dos adequados recursos materiais e financeiros destinados a assegurar a sua plena sustentabilidade futura no cumprimento dos seus fins estatutários. A Fundação é gerida por um Conselho de Administração, integrando os seus órgãos estatutários uma Comissão executiva, Conselho de Curadores, Conselho Fiscal e Conselho Consultivo.

Contacte-nos para geral@fmam.pt para saber mais sobre a utilização dos nossos espaços.

 

Dados fundamentais

Designação 
Fundação Manuel António da Mota.

Data de constituição
18 de Dezembro de 2009

Data de reconhecimento
29 de Outubro de 2010 (Despacho nº 17395/2010, Diário da República, II Série, nº 225 de 19 de Novembro de 2010).

Data de declaração de utilidade pública
(Despacho nº 12473/2014, Diário da República, II Série, nº 196 de 10 de Outubro de 2014)

Natureza
Pessoa Coletiva de Direito Privado.

Duração 
Por tempo ilimitado.

Sede 
Praça do Bom Sucesso, nº 74 a 90, Piso 1, Porto.

NIPC
509 684 858

Fins estatutários
Promoção, desenvolvimento e apoio a iniciativas de natureza social nos domínios da beneficência e solidariedade social e de natureza cultural nos domínios da educação, saúde, ambiente, organização e apoio à atividade artística. A Fundação instituirá com carácter permanente um prémio denominado "Prémio Manuel António da Mota".

Âmbito de atuação
Em território nacional e no estrangeiro.

Entidades instituidoras:

Pessoas singulares
Engº António Manuel Queirós Vasconcelos da Mota.
Dra. Maria Manuela Queirós Vasconcelos Mota dos Santos.
Dra. Maria Teresa Queirós Vasconcelos Mota Neves da Costa.
Engª Maria Paula Queirós Vasconcelos Mota de Meireles.

Pessoas coletivas
Mota-Engil, SGPS, S.A.
Mota-Engil Engenharia e Construção, S.A.
Mota-Engil Ambiente e Serviços, SGPS, S.A.
Mota-Engil Concessões de Transportes, SGPS, S.A.

Património:
Património inicial (Artigo 9º, nº 3, alínea a) da Lei nº 24/2012 de 9 de julho)

Dotação inicial de 1.000.000€ (um milhão de euros) realizada em numerário repartida entre os instituidores pessoas singulares (50%) e os instituidores pessoas coletivas (50%).

Dotações subsequentes
Nos termos estatutários, até 5% do resultado líquido do exercício anual do conjunto das entidades instituidoras pessoas coletivas e outros ativos patrimoniais - subsídios, donativos e outros bens provenientes da gestão do seu património.            

Montante discriminado dos apoios financeiros recebidos (Artigo 9º, nº 3, alínea b) da Lei nº 24/2012 de 9 de julho)


 2014 | 333.895€ (trezentos e trinta e três mil oitocentos e noventa e cinco euros) do IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional 
- 2015 | 408.510€ (quatrocentos e oito mil e quinhentos e dez euros) do IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional 
- 2016 | 384.022€ (trezentos e oitenta e quatro mil e vinte e dois euros) do IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional 

Colaboradores:
A Fundação Manuel António da Mota tem ao seu serviço 7 (sete) colaboradores com contrato de trabalho por tempo indeterminado e 1 (um) trabalhador com contrato a termo.

 
 

Declaração de Utilidade Pública