Introdução

A Fundação apoia a educação, formação e qualificação de jovens
e adultos, valorizando o potencial humano, promovendo a inserção social e profissional e estimulando o mérito e o sucesso educativos

 

Educar e formar são prioridades fundamentais nas sociedades livres e democráticas e uma responsabilidade partilhada entre a família, a escola e toda a comunidade educativa.

Educar significa em primeiro lugar educar para a liberdade, preparar cada um para o exercício da sua cidadania plena, permitir que cada pessoa se realize e desenvolva integralmente como ser livre, responsável e autónomo.

Nas sociedades modernas em que o trabalho e o exercício de uma atividade profissional são elementos essenciais ao projeto de vida de cada cidadão em idade ativa, a educação e a formação enquanto veículos de qualificação pessoal e laboral são o mais poderoso instrumento de inclusão social e condição indeclinável de uma cidadania responsável, ativa e participativa.

A educação e a formação são por isso um importante domínio de intervenção da Fundação, desdobrando-se num conjunto de atividades, parcerias e projetos.

Certificada em 2012 como entidade formadora, a Fundação tem sob a sua gestão o Centro de Formação Profissional Manuel António da Mota.

Criado em 1997 na cidade do Porto sob os auspícios do Grupo Mota-Engil, o Centro de Formação Profissional Manuel António da Mota atua no âmbito do sistema de Aprendizagem em Alternância, modalidade formativa dirigida a jovens com menos de 25 anos e que tenham completado o 3º ciclo do ensino básico, permitindo a dupla certificação académica e profissional e privilegiando paralelamente a inserção no mercado de trabalho e o prosseguimento de estudos.

Num edifício exclusivamente afeto à sua atividade que integra o complexo da Quinta de Bonjóia no Porto, o Centro realiza cursos nas áreas de engenharia e construção, eletricidade e energia, segurança e higiene no trabalho, secretariado e administração e qualidade. » Acesso CFP MAM

No âmbito do protocolo "Porto de Futuro" com a Câmara Municipal do Porto, Direção Regional de Educação do Norte e Agrupamento Vertical de Escolas Manoel de Oliveira (Porto), a Fundação presta apoio a este agrupamento através de um conjunto de ações que visam melhorar a sua gestão e contribuir para o sucesso do seu projeto educativo.

Através da relação associativa que mantém com a EPIS - Empresários pela Inclusão Social e que tem como missão prioritária a educação, a Fundação alia-se ao esforço protagonizado pela EPIS no combate ao abandono e ao insucesso escolares através de um conjunto de metodologias inovadoras e de comprovada eficácia.